Escolha seu país e língua:

África

  • Global
  • Angola
  • Botsuana
  • DRC
  • Etiópia
  • Gana
  • Quênia
  • Malaui
  • Moçambique
  • Namíbia
  • Nigéria
  • África do Sul
  • Tanzânia
  • Uganda
  • Zâmbia
  • Zimbábue

Américas

  • EUA
  • Argentina
  • Brasil

Ásia-Pacífico

  • China
  • Índia
  • Japão
  • Coreia do Sul
  • Austrália

Europa

  • França
  • Alemão
  • Itália
  • Países Baixos
  • Reino Unido
Voltar

VViajar para a África do Sul é desvendar uma culinária de sabores incríveis e ter a chance de frequentar restaurantes que jamais serão esquecidos.

Em 1996, o Arcepispo Desmond Tutu declarou com o fim do Apartheid que a África do Sul seria conhecida como a nação arco-íris, querendo tirar de cena a dicotomia “preto e branco”, incluir todas as cores e declarar que a partir dali os sul-africanos seriam capazes de se misturar e conviver. O conceito pode ser aplicado à cozinha sul-africana, que tem múltiplas influências, desde aquelas vinda das dezenas de tribos locais até a deixada como herança por todos os povos que lá passaram, como holandeses, ingleses, malaios, alemães, franceses, italianos e indianos.

OO ponto central da gastronomia sul-africana são as carnes, que vão de um simples frango (há frangos assados deliciosos e suculentos que são servidos nas ruas de Joanesburgo), até carnes mais exóticas, como a de avestruz, de jacaré e de springbok. Trata-se de uma cozinha bastante rica em proteínas e os carboidratos entram no prato como acessórios, em doses menores, sendo feitos normalmente à base de milho e misturados numa espécie de purê que eles chamam de pap. Batatas são também muito usadas, herança deixada por holandeses, ingleses e alemães.

Também ganham destaque na culinária do país os peixes: a costa sul-africana, com 2.798 km, apresenta uma fartura de opções de frutos do mar. O Kingklip e o Seabass em geral são ótimas pedidas.

UUm dos passatempos mais tradicionais do sul-africano é o churrasco, por lá chamado pelo nome africano: braai. Seguindo esse gosto, uma das experiências mais ricas que se pode viver no país é a de fazer um safari e, à noite, em volta do fogo, jantar ao lado do ranger, o guia da reserva, e de outros hóspedes do lodge. É um jantar de confraternização e ao mesmo tempo um ritual de troca de conhecimento e de histórias. O churrasco e o vinho compõe o ambiente e a experiência é chamada de Boma.

Restaurantes sofisticados oferecem menus-degustação que normalmente se dividem entre opções mais ocidentalizadas e outras que tem como origem as diversas culinárias dos países africanos – e é bastante recomendado experimentá-las. Nesses restaurantes os mais aventureiros podem provar carnes como as de antílope e de gazela.

As carnes secas também são populares, e um dos pratos mais tradicionais é o Bobotie, uma espécie de bolo de carne coberto com ovos.

As sobremesas são feitas à base de ovos, sendo o pudim de malva a mais tradicional delas.

NNo que diz respeito às bebidas típicas, vale destacar o chá de Rooibos, proveniente exclusivamente da província de Western Cape e famoso pelas propriedades anti-oxidantes e curativas, uma delícia que todo turista tem que provar. Outra queridinha já conhecida em muitas partes do mundo é a Amarula, licor cremoso feito a partir do fruto da Marula, árvore típica do país. Além disso, dentro da variedade de bebidas alcoólicas que podem ser experimentadas por lá estão as cervejas artesanais, cuja produção está crescendo e se diversificando cada dia mais. Vale dizer também que a água de torneira da África do Sul não apenas é potável, como foi considerada a terceira melhor água do mundo em termos de qualidade.

Os vinhos são outra mania nacional. A herança deixada pelos franceses que passaram por lá durante o período de colonização são as vinícolas. Há 601 delas nos arredores da Cidade do Cabo e fazer um menu degustação com vinhos harmonizados em alguns dos muitos restaurantes sofisticados da África do Sul é uma experiência incrível e inesquecível.

A dura verdade é que viajar para a África do Sul é certeza de ganhar alguns quilinhos: come-se e bebe-se muito bem por lá. Esqueça da balança antes de embarcar.

África do Sul nas mídias sociais

Direito autoral © 2019 Departamento de Turismo na África do Sul
|Termos e condições|Aviso de isenção|Política de privacidade